O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.

"Escrever é um risco"

07 jun, 2013

Poeta, escritor, editor, cronista e ex-secretário de Estado da Cultura. Francisco José Viegas é o autor de “O Coleccionador de Erva” e é o convidado especial do “Ensaio Geral”.
“A leitura é uma tarefa cada vez mais perigosa e arriscada, Isaltino. Ler é uma ocupação de risco a partir de certa altura. Com a idade, os olhos não resistem a tantos maus livros. E já não falo do cérebro”. A frase é de Jaime Ramos, o inspector cujas aventuras acompanhamos há diversos anos através da escrita de Francisco José Viegas, o entrevistado da edição desta semana do “Ensaio Geral”, na Ferin, um programa que resulta de uma parceria entre a Renascença, a Livraria Ferin e a Booktailors, a empresa de consultadoria de edição.

Poeta, escritor, editor, cronista e ex-secretário de Estado da Cultura. Francisco José Viegas é o autor de “O Coleccionador de Erva”, o seu mais recente livro onde encontramos esta frase com que abrimos o “Ensaio Geral”.

Nesta edição, Guilherme D'Oliveira Martins, presidente do Centro Nacional de Cultura e colaborador semanal do “Ensaio Geral”, coloca algumas questões a Francisco José Viegas.

O “Ensaio Geral” é um programa com edição de Maria João Costa e esta edição na Livraria Ferin contou com a assistência técnica de Rui Fernandes. Pode ouvi-lo na Renascença às sextas-feiras, pelas 23h30, ou a qualquer altura na internet.

O programa volta à livraria Ferin, no Chiado, no próximo dia 5 de Julho e terá como convidado especial o escritor angolano José Eduardo Agualusa, que esta semana lançou o seu mais recente livro “A vida no céu”.