O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|

Bloquistas açorianos disponíveis para colaborar com PS

08 out, 2012 • João Pedro Vitória

Em entrevista à Renascença, a coordenadora Zuraida Soares afirma querer influenciar o rumo da governação: tem como principal prioridade impedir que as políticas da “troika” entrem pelos Açores adentro.
Em entrevista à Renascença, a coordenadora Zuraida Soares afirma que quer influenciar o rumo da governação e que tem como principal prioridade impedir que as políticas da “troika” entrem pelos Açores adentro. Eleita há quatro anos para a Assembleia Legislativa Regional dos Açores, é a primeira candidata a falar entre os cinco principais partidos que a Renascença acompanha ao longo desta semana, na recta final da campanha para as eleições açorianas.
Nas eleições legislativas dos Açores, o Bloco de Esquerda já dá como certa a vitória do Partido Socialista e admite colaborar com o PS num cenário em que Vasco Cordeiro não consiga a maioria absoluta.

Os bloquistas querem ser parte da decisão no Parlamento Regional, mas não respondem com clareza sobre se assinarão um acordo parlamentar. Em entrevista à Renascença, a coordenadora do BE nos Açores afirma querer discutir "política a política" e dessa forma influenciar o rumo da governação.

Zuraida Soares, que há quatro anos foi eleita pela primeira vez para a Assembleia Legislativa Regional dos Açores, é a primeira candidata a falar entre os cinco principais partidos que a Renascença acompanha ao longo desta semana, na recta final da campanha para as eleições açorianas.

A deputada não é açoriana de naturalidade, mas é de coração. Há anos que trocou Lisboa pelos Açores. Tem 60 anos, é formada em Filosofia, durante mais de duas décadas leccionou no ensino secundário e passou oito anos na Universidade dos Açores.

Tendo como principal prioridade impedir que as políticas da “troika” entrem pelos Açores adentro e colocando a hipótese de o PS não conseguir maioria absoluta, mostra-se disponível para colaborar com os socialistas na Assembleia Regional.

[Notícia corrigida às 15h55 de 9.10.12]