O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
Rodrigo

"Em França, vamos jogar com mais força"

07 mar, 2013

Avançado hispano-brasileiro nada importado com o facto da UEFA ter atribuído o seu tento a um auto-golo do guarda-redes Carrasso. Garay realça qualidade do Bordéus.

Rodrigo não ficou afectado com o facto da UEFA ter atribuído o golo que apontou ao guarda-redes Carrasso, depois da bola ter batido na trave.

O que importa, para o jovem avançado, é que a sua contribuição foi decisiva para a vitória encarnada sobre o Bordéus (1-0).

"Não tinha ficado com a ideia que tinha tocado no guarda-redes. Mas o mais importante é que foi um golo do Benfica. Não tira o meu mérito mas o mais importante é que nos deu a vitória. Se fosse 10-0 era melhor que 1-0 mas temos de ter a noção da equipa que estava do outro lado", disse Rodrigo, em declarações à SIC.

"Nos oitavos-de-final da Liga Europa é um bom resultado em casa. Mesmo que fosse 5-0, a eliminatória não estava resolvida porque ainda falta um jogo. Em França, vamos jogar com mais força", completou o dianteiro de 22 anos.

"Fizemos bem as coisas", realça Garay
"Vai ser difícil jogar lá, mas fizemos bem as coisas e o 1-0 é merecido. Nenhum jogo é fácil. As outras equipas também jogam e estamos a tentar fazer o melhor possível. Vamos a França para ganhar e não para segurar o resultado", afirmou Ezequiel Garay.