José Sócrates demite-se

23 mar, 2011

Primeiro-ministro foi a Belém apresentar a sua demissão a Cavaco Silva [vídeo: cortesia SIC].
José Sócrates demite-se
José Sócrates foi a Belém apresentar a sua demissão a Cavaco Silva [vídeo: cortesia SIC].
inserido em 23-03-2011 21:04



O primeiro-ministro confirma que apresentou a demissão ao Presidente da República depois do PEC 4 ter sido chumbado no Parlamento. “Hoje os partidos da oposição retiraram todas as condições para o Governo continuar a governar. Acabei de apresentar a minha demissão ao senhor Presidente da República.”

José Sócrates diz que sempre tentou evitar que fosse preciso recorrer à ajuda externa para que Portugal não ficasse como a Grécia ou a Irlanda e tivesse que sofrer um programa de ajuda externa com consequências muito negativas "para as pessoas, para as famílias e também para as empresas". "Esta crise era evitável, desnecessária e inoportuna em vésperas de uma cimeira europeia", disse.

"Hoje, o país perdeu, não ganhou. A irresponsabilidade triunfou sobre o sentido de Estado", acrescentou Sócrates que lembra que "ao longo destes dias fiz inúmeros apelos à responsabilidade e pedi a todos que pensassem no que iam fazer. Lamento que tenha sido o único a fazer esse apelo e lamento ainda mais que nenhuma outra força política tenha respondido a esse apelo" .

"A crise política só pode ser resolvida pelos portugueses". O primeiro-ministro deixou, no entanto, um esclarecimento: "o país não ficou sem Governo. Os portugueses podem contar com um governo de gestão com a determinação de sempre".

 

Em baixo, pode consultar a cronologia dos diferentes Programas de Estabilidade e Crescimento, pode ler os cenários que se colocam ao país e ver os prazos para eleições, caso venham a ser convocadas: