|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

Benfica

Museu Cosme Damião quer ser mais que um museu de um clube

26 jul, 2013

História do Benfica "contada" por 29 mil objectos, dispostos num edifício de três pisos. Na segunda-feira, dia 29, o espaço é aberto ao público.

Museu Cosme Damião quer ser mais que um museu de um clube
Museu Cosme Damião quer ser mais que um museu de um clube
O Benfica inaugura o Museu Cosme Damião, espaço que reúne 109 anos de história do clube mas também onde se faz uma ligação com Lisboa, Portugal e os aspectos culturais, sociais e políticos do país e do mundo
O Benfica inaugura, esta sexta-feira, o seu museu, baptizado "Museu Cosme Damião", criado com o objectivo de o tornar num "produto cultural de excelência".

A alta fasquia é assumida, em declarações a Bola Branca, pelo curador do museu, Luís Lapão, que descreve o espaço como uma aposta na "diversidade e na heterogeneidade" para que possa cativar "não só os benfiquistas, mas o público em geral".

O Benfica quer proporcionar aos visitantes do museu um espaço que está muito focado "no conhecimento e na emoção", para que possa proporcionar ao visitante "uma experiência diferente".

"Qualquer cidadão, sendo adepto do desporto, sendo adepto do Benfica ou não, vai sair satisfeito", garante o curador.

Num edifício com três pisos, onde estão expostos 29 mil objectos, cruza-se a história do clube com "Lisboa e o próprio país", diz Lapão, sublinhando que a ideia, que partiu do presidente do clube, Luís Filipe Vieira, passou de projecto a realidade em "um ano e três meses".

O Museu Cosme Damião estará aberto ao público a partir de segunda-feira, 29 de Julho.