O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
Seixal

Andar onde caiu tecto esteve em obras há três anos

27 Mar, 2012

Derrocada de uma lage do chão provocou nove feridos ligeiros. Protecção Civil avalia as condições de segurança do prédio.
Um morador do prédio do Seixal onde um tecto caiu, na segunda-feira à noite, garante que os residentes do segundo andar (onde caiu o tecto) fizeram obras há cerca de três anos, mas não sabe se a estrutura do prédio foi alterada.

O morador no R/C do número 18, na Rua Dr. Arlindo Vicente, Amélio Alves, conta que o prédio tem perto de 50 anos e que não tem memória de nenhum problema do género.

Desde o acidente, o acesso ao prédio está interdito. Os moradores aguardam pela autorização da Protecção Civil, depois de terem sido retirados do edifício.

As autoridades cortaram a electricidade e o gás, até se proceder à avaliação das condições de segurança do prédio.

Ficaram desalojadas 19 pessoas, nove das quais vão para casa de familiares. As restantes vão ser realojadas pela Câmara Municipal.

A laje da zona da sala do terceiro andar caiu sobre o piso inferior, cerca das 22h30 de segunda-feira, num prédio da Torre da Marinha, no Seixal. Provocou nove feridos ligeiros.