|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

Apenas 2% das crianças comem fruta, menos ainda bebem água

03 jan, 2012 • Ana Lisboa

Programa “Heróis da fruta - lanche escolar saudável" pretende inverter dados considerados preocupantes.

Apenas 2% das crianças comem fruta, menos ainda bebem água
Apenas 2% das crianças portuguesas até aos 10 anos consomem fruta fresca diariamente. O número preocupa a Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil, que iniciou hoje um programa para incentivar o consumo de fruta nos mais pequenos.

“É um número assustador, por isso foi criado este programa que assenta numa campanha motivacional. Uma das grandes apostas é uma abordagem muito focada na variedade. A variedade de cores, formas de consumo, não consumir a fruta por si só, pode ser através de sumos, batidos, saladas, pode ser incluída nas sanduíches, espetadas, com queijo fresco, ou seja, explorar o consumo da fruta para que se torne mais variado e mais apetecível para as crianças”, explica Mário Silva, presidente da associação.

Segundo estudos do Instituto Nacional Ricardo Jorge, Portugal está entre os dez países da União Europeia com maior índice de obesidade infantil: “Os estudos nacionais apresentam que uma em cada três crianças tem pré-obesidade ou obesidade, ou seja, 32% das crianças têm excesso de peso e desses, 14% são obesas”.

Para isto contribuem vários factores, nomeadamente, a vida sedentária e a má alimentação. Os números são reveladores: “Mais de 90% das crianças portuguesas comem 'fast-food', refrigerantes e doces pelo menos quatro vezes por semana. Menos de 1% bebe água todos os dias e só 2% comem fruta fresca diariamente. Já 60% vão para a escola de carro e só 40% participam em actividades extra-curriculares que envolvam actividade física”.

Numa tentativa de contrariar esta situação, começou hoje este projecto, designado por "Heróis da fruta - lanche escolar saudável" - um programa educativo que está a ser implementado em mais de 500 jardins-de-infância e escolas do ensino básico, ao nível nacional.