Dia Mundial da Alimentação

Portugal tem peso a mais. Veja como dividir o seu prato

16 out, 2013 • Manuela Pires

Associação Portuguesa de Dietistas alerta para a malnutrição e o excesso de peso, sobretudo, nos mais novos.
Portugal tem peso a mais. Veja como dividir o seu prato

Portugal está entre os países europeus com maior número de crianças com excesso de peso (30%) e mais de metade da população adulta tem peso a mais. 

Mónica Santos, da Associação Portuguesa de Dietistas, diz que, no caso português, a malnutrição está relacionada com o excesso de alimentos. Para fazer uma alimentação saudável, é preciso ter em atenção a quantidade, a qualidade e a variedade.

“Podemos ter o nosso prato dividido em três partes: uma grande parte que é os cereais, uma outra grande parte que são as hortícolas, os vegetais - sob a forma de crus, cozinhados, variando as cores - e depois uma pequena porção do alimento proteico – a carne, o peixe, os ovos. As leguminosas também entram aqui”, esclarece a dietista.

E é preciso acabar com a ideia de que é preciso ter muita carne ou peixe no prato, aconselha. “Os alimentos mais caros da nossa alimentação são os proteicos, a carne e o peixe, e são aqueles de precisamos em menor quantidade”, explica.

“A palma de uma mão média é mais do que suficiente para a maior parte da população adulta em ingestão de carne ou peixe”, acrescenta.

Mónica Santos alerta ainda para a necessidade de reduzir o desperdício alimentar, comprar apenas o que é preciso e utilizar as sobras para fazer outras refeições. São dicas que podem ajudar também a reduzir a conta do supermercado ao fim do mês.