|

Vasco Graça Moura propõe “Os Lusíadas” trocado por miúdos

15 mai, 2012 • Maria João Costa

No prefácio, o autor dedica o livro aos cinco netos e refere uma “confrangedora desvalorização dos clássicos" nos programas escolares.

Vasco Graça Moura propõe “Os Lusíadas” trocado por miúdos

“Os Lusíadas” numa versão “para gente nova” vai ser lançado esta terça-feira na Casa Fernando Pessoa, em Lisboa. A obra, assinada pelo poeta Vasco Graça Moura, pretende simplificar a epopeia da literatura nacional escrita por Luís Vaz de Camões.

O livro é destinado "às pessoas que hoje na escola não têm os instrumentos necessários para compreender o mínimo do texto camoniano". "Procurei simplificá-lo e reduzi-lo. No fundo, organizar uma antologia das passagens fundamentais de tal maneira que elas se encadeassem como nos próprios ‘Lusíadas’", explicou o autor em declarações à Renascença.

No prefácio de “Os Lusíadas para gente nova”, Vasco Graça Moura dedica o livro aos cinco netos e refere uma “confrangedora desvalorização dos clássicos" nos programas escolares. Na nova versão, “mais simples e reduzida a um terço, todos os comentários e explicações são dados por processos poéticos e camonianos, uma vez que são feitos em oitava rima”.

A obra, editada pela Gravida, tem o apoio do Plano Nacional de Leitura e é escrita por um autor que está contra o acordo ortográfico. Além das principais passagens da epopeia, Vasco Graça Moura acrescenta uma introdução em versos sobre quem foi Luís Vaz de Camões.