O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|

“Foi a melhor coisa que me aconteceu na vida”

26 mar, 2014 • Joana Costa

Catarina Sobral confessa à Renascença que não esperava vencer o prémio internacional de ilustração da Feira do Livro Infantil de Bolonha.
A decisão do júri foi unânime: Catarina Sobral é a vencedora do prémio de ilustração da Feira do Livro Infantil de Bolonha, o mais importante certame do mundo do género. À Renascença, a partir de Itália, a jovem portuguesa mostrou-se surpreendida.

"Neste momento, não consigo pensar num outro prémio melhor que se pode ganhar em relação ao livro infantil e para jovens ilustradores", diz. "Acho que é a melhor coisa que me podia ter acontecido."

Com mais de 41 jovens a concurso, Catarina era a única portuguesa. "Não estava nada à espera. Até pensava que pensava que eles só davam prémio a pessoas que tivessem ilustrações analógicas. E, como não apresentei propriamente um original, mas uma reprodução, pensei que teria menos possibilidade de ganhar."

Mas ganhou, na segunda vez que concorreu ao prémio. O prémio é de 21 mil euros, que "vão para uma conta bancária".

Depois de vencer este prémio, com a obra "O Meu Avô", editada em Fevereiro pela Orfeu Negro, Catarina Sobral vai agora fazer um livro com a Fundación SM, que estará pronto a tempo da próxima feira de Bolonha.