|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

Açores e Madeira "mais católicos" que o continente

14 nov, 2012 • Paula Costa Dias

Inquérito divulgado hoje pela CEP revela que cerca de 60% dos madeirenses e 70% dos açorianos reza com regularidade.  

Açores e Madeira "mais católicos" que o continente
O arquipélago dos Açores é a região mais católica de Portugal: 91, 9%.

A conclusão é do inquérito feito pelo Centro de estudos de opinião da Universidade Católica junto da população das regiões autónomas. Na Madeira a percentagem de católicos é também superior à do território continental: 83,3%.

Outra diferença relativamente ao continente é o elevado número de jovens católicos nos arquipélagos, o que o responsável pelo estudo, Alfredo Teixeira, atribui à influência da paróquia: “Quinze anos é a idade em que muitos destes jovens católicos estarão ainda inseridos nos próprios dinamismos de socialização da paróquia. Haverá mais jovens na catequese, nos ritos que acompanham a entrada na vida adulta”.

Refira-se que, no continente, a maior percentagem de católicos situa-se no último escalão etário. Quanto ao número de não crentes nas ilhas, é de 2,4% nos Açores e 5,5% na Madeira, ou seja inferior aos 9,6% do continente.

Nas ilhas detectou-se também uma maior influência do desempenho dos padres nas escolhas religiosas da população: “Há uma incidência maior da apreciação que é feita dos padres e pastores, o seu desempenho, como um factor por ventura de conflito e de depreciação conduzindo a um fenómeno de erosão ou desfiliação católica”.

Nas regiões autónomas verificou-se também a existência de crentes sem religião: 2, 9% nos Açores e 3,9% na Madeira.

O inquérito conclui ainda que a percentagem dos católicos varia entre 86% nas áreas semiurbanas da Madeira e 93% nas áreas semiurbanas dos Açores, havendo outros dois grupos com alguma consistência em ambas as regiões: o dos não crentes (entre 2,1-6,4%) e os crentes sem religião (entre 0,5-5%). Os protestantes (incluem os evangélicos) constituem o quarto grupo.

As práticas orantes podem ser vistas como um dos comportamentos religiosos mais persistentes dos arquipélagos, 59% dos inquiridos na Madeira e 71,5% nos Açores dizem rezar todos os dias ou rezar irregularmente alguns dias da semana. Se em Portugal continental, 28% dos inquiridos afirma que nunca ou quase nunca participa ou assiste a actos de culto religiosos, na Madeira esse valor desce para 21% e, nos Açores, para 13%.

Nas regiões autónomas, entre os católicos, sobressai um ligeiro predomínio das mulheres sobre os homens. Por outro lado, conclui o inquérito, os católicos estão distribuídos de um modo bastante equilibrado por todos os escalões etários e encontram-se sobretudo, e tal como no continente, no “pessoal dos serviços e vendedores”, nos “trabalhadores não qualificados” e no grupo dos “operários, artífices e trabalhadores similares”.

Fica assim concluído o inquérito que a CEP encomendou para conhecer melhor os hábitos e as práticas religiosas dos portugueses. A primeira parte, relativa ao continente, foi publicada em Abril de 2012.

[Notícia actualizada às 15h51]