Padre luso-canadiano é o novo chefe de protocolo da Santa Sé

14 nov, 2012 • Ecclesia

Monsenhor José Avelino Bettencourt, diplomata de carreira, nasceu dos Açores e emigrou com a família para o Canadá, onde foi ordenado. Está no serviço diplomático da Santa Sé desde 1999.
O Papa nomeou o padre luso-canadiano José Avelino Bettencourt como novo chefe de protocolo da Secretaria de Estado do Vaticano, cargo ligado às relações com o corpo diplomático.

Monsenhor José Bettencourt, de 50 anos, substitui no cargo Fortunatus Nwachukwu, nomeado esta terça-feira como núncio apostólico na Nicarágua, revela a Rádio Vaticano.

Bettencourt, diplomata de carreira da Santa Sé, com o título de conselheiro de Nunciatura (equivalente a conselheiro de Embaixada), é natural dos Açores, tendo acompanhado a sua família, que emigrou para o Canadá, onde foi ordenado padre em 1993, fazendo parte do presbitério de Otava.

O sacerdote frequentou a Academia Eclesiástica em Roma, tendo-se formado em Direito Canónico, e entrou no serviço diplomático da Santa Sé em 1999.

Depois de ter trabalhado na representação diplomática da Santa Sé na República Democrática do Congo, monsenhor José Bettencourt passou à secção para as relações com os Estados, do Vaticano.

O departamento do protocolo da Secretaria de Estado, além das relações com o corpo diplomático, encarrega-se dos procedimentos relativos ao acordo [agrément] para os novos embaixadores, como acontece neste momento com a representação de Portugal junto da Santa Sé.

A Secretaria de Estado é presidida por um cardeal que assume o título de secretário de Estado, considerado como o primeiro colaborador do Papa no governo da Igreja e o máximo expoente da actividade diplomática e política da Santa Sé.