O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|

Movimento pró-vida diz que tem assinaturas suficientes para referendo

04 mai, 2012 • Joana Bénard da Costa

Começa esta sexta-feira a Cimeira Global Pró-vida em Lisboa. Iniciativa vai reunir representantes de cerca de uma dezena de países.
Aborto Pro-vida Vida Embrião

O Movimento Pró-vida quer um novo referendo ao aborto e lembra o Governo da promessa deixada em não bloquear iniciativas de fazer uma nova consulta popular quanto à questão.

De acordo com Luís Botelho, do Movimento Referendo Pró-vida, já existem metade das assinaturas necessárias para enviar uma petição ao Parlamento. O responsável defendeu que “a sociedade civil está a mobilizar-se e é importante que este referendo seja possível para que a sociedade portuguesa possa fazer um balanço” do panorama actual.

Luís Botelho acrescentou ainda que o “Estado deveria proporcionar segurança aos cidadãos e aos mais débeis alguma protecção”, mas, neste momento, está a “inverter o seu papel e a atacar os mais fracos”.

As declarações do dirigente foram feitas durante a Cimeira Global Pró-vida, que começa esta sexta-feira em Lisboa. A conferência vai reunir representantes de cerca de uma dezena de países até sábado.

[Notícia actualizada às 17h46]