Igreja da Cientologia multada por fraude em França

03 fev, 2012

Religião é considerada uma “seita perigosa” pelo Parlamento Francês.
Igreja da Cientologia multada por fraude em França
A Igreja da Cientologia foi multada no valor de 600 mil euros por um tribunal francês, por prática de fraude.

Para além da multa, quatro dos líderes do ramo francês da religião foram condenados a penas suspensas até dois anos.

A Igreja foi acusada por cinco pessoas de as ter levado a gastar dezenas de milhares de euros em tratamentos de vitaminas, sessões de sauna, “pacotes de pureza” e testes de personalidade que o tribunal concordou serem fraudulentos.

A decisão do tribunal é um duro revés simbólico para uma organização que reclama o estatuto de religião naquele país. Embora seja reconhecida como tal nos Estados Unidos, onde nasceu, e noutros países, incluindo Portugal, em França é classificada como uma “seita perigosa”, de acordo com uma investigação parlamentar de 1995.

“Esta é uma decisão excelente para os que lutam contra as seitas e uma derrota importante para a Igreja da Cientologia”, considerou o advogado da acusação, Olivier Morice.

A Igreja da Cientologia não corre o risco de ser banida, por enquanto, mas vê reduzidas as possibilidades de ser reconhecida como religião em França.

A religião foi fundada nos Estados Unidos em 1954 pelo escritor de ficção científica L. Ron Hubbard. Desde então tem estado sempre envolvida em polémica em vários países do mundo.

A fé é conhecida ainda por “recrutar” pessoas mediáticas, tendo nas suas fileiras uma quantidade assinalável de actores de Hollywood, como Tom Cruise e John Travolta, por exemplo.