|

Alemanha

Bento XVI processado por não usar cinto no papamóvel

30 nov, 2011

Multa pode chegar aos 2.500 euros, mas imunidade diplomática deve levar ao arquivamento do caso.

Bento XVI processado por não usar cinto no papamóvel
Bento XVI vai ser processado na Alemanha, por não ter usado cinto de segurança no seu papamóvel quando visitou o país, em Setembro.

De acordo com o advogado que iniciou o processo, Johannes Christian Sundermann, há imagens que comprovam que o Papa viajou, em diversas ocasiões e “por mais do que uma hora de cada vez”, sem cinto de segurança.

O advogado aceitou apresentar a queixa em nome de um cidadão de Dortmund, após vários outros o terem recusado. Ambos os homens são descritos na imprensa alemã como sendo ex-católicos e Sundermann é também membro do Partido Socialista de Esquerda.

Segundo o jornal alemão de língua inglesa “The Local”, Bento XVI pode receber, na pior das hipóteses, uma multa num valor entre 30 e 2.500 euros. Uma vez que o Papa goza de imunidade diplomática, por ser um chefe de Estado, o mais natural é o caso nem sequer avançar.