|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

Papa convida Peres e Abbas para momento de oração no Vaticano

25 mai, 2014 • Filipe d’Avillez

Convite aos líderes de Israel e da Palestina, que pode ter lugar já em Junho, surgiu no fim de um encontro em que Francisco apelou à “coragem da paz”.

Papa convida Peres e Abbas para momento de oração no Vaticano
Papa convida Peres e Abbas para momento de oração no Vaticano
No percurso do palácio para a Praça da Manjedoura, onde decorreu a Missa deste domingo, o Papa desceu do carro, aproximou-se do muro de separação, numa paragem imprevista, recolhendo-se em oração, silenciosa, e apoiou a sua cabeça na na barreira de betão erguida por Israel desde 2002.
O Papa Francisco surpreendeu o mundo, este domingo, ao convidar os presidentes de Israel e da Autoridade Palestiniana para uma jornada de oração pela paz, no Vaticano.

Falando no final da missa que celebrou na Praça da Manjedoura, em Belém, Francisco disse que a paz só se constrói com a oração e, de seguida, fez o convite: “Neste lugar, onde nasceu o Príncipe da Paz, desejo fazer um convite a vossa excelência, senhor Presidente Mahmoud Abbas, e ao senhor Presidente Shimon Peres para elevarem, juntamente comigo, uma intensa oração, implorando de Deus o dom da paz. Ofereço a minha casa, no Vaticano, para hospedar este encontro de oração.”

"Todos desejamos a paz; tantas pessoas a constroem dia a dia com pequenos gestos; muitos sofrem e suportam pacientemente a fadiga de tantas tentativas para a construir. E todos – especialmente aqueles que estão colocados ao serviço do seu próprio povo – temos o dever de nos fazer instrumentos e construtores de paz, antes de mais nada na oração", disse ainda Francisco.

"Construir a paz é difícil, mas viver sem paz é um tormento. Todos os homens e mulheres desta Terra e do mundo inteiro pedem-nos para levarmos à presença de Deus a sua ardente aspiração pela paz", diz.

É muito pouco provável que um apelo desta natureza tenha sido feito à revelia das partes envolvidas. A Renascença sabe que o encontro já terá sido combinado por alto e deverá realizar-se já no início de Junho. A Associated Press indica que ambas as partes aceitaram o convite e que o encontro realizar-se-á antes do mandato de Peres expirar, em Julho.

O Papa encontra-se actualmente na Palestina e, celebrada a missa em Belém vai visitar um campo de refugiados. Ainda esta tarde parte para Israel, onde se encontrará, mais à tarde, com o Patriarca Ortodoxo de Constantinopla, um dos pontos altos da sua viagem.

[Notícia actualizada às 13h13]