Ministério Público sem indícios contra Portas no caso dos submarinos

04 set, 2012

De acordo com fontes próximas de Paulo Portas, esta é a "terceira vez, nos últimos sete anos, que o líder do PP solicita esclarecimentos ao Ministério Público e é a terceira vez que a resposta é a mesma".
Ministério Público sem indícios contra Portas no caso dos submarinos

A directora do Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), Cândida Almeida, informou esta terça-feira o líder do CDS-PP que não foram "recolhidos indícios da prática de ilícito de natureza criminal" contra Paulo Portas "no processo dos submarinos", num documento a que a agência Lusa teve acesso.
 
"Em resposta à solicitação, o DCIAP informa que o chamado 'processo dos submarinos' tem a sua investigação aberta contra desconhecidos, não tendo sido recolhidos indícios da prática de ilícito de natureza criminal por parte de V. Exa (Paulo Portas)", escreveu  Cândida Almeida no documento enviado ao ministro dos Negócios Estrangeiros, que está de visita ao Brasil.
 
De acordo com as fontes próximas do líder do CDS-PP, "na sequência de notícias publicadas na imprensa sobre o "caso dos submarinos", Paulo Portas solicitou segunda-feira, "ao abrigo do artigo 86 do Código de Processo Penal", o esclarecimento ao DCIAP.
 
As mesmas fontes referiram ainda que esta é a "terceira vez, nos últimos sete anos, que o líder do PP solicita esclarecimentos ao Ministério Público e é a terceira vez que a resposta é a mesma".
 
Paulo Portas encontra-se em São Paulo e desloca-se esta semana a Brasília para o lançamento do ano de Portugal no Brasil.