Cavaco defende compra imediata de dívida pública pelo BCE

09 ago, 2012 • Eunice Lourenço

Presidente interrompe as férias para publicar uma mensagem na rede social Facebook, onde deixa um desafio ao Banco Central Europeu.
Cavaco defende compra imediata de dívida pública pelo BCE
O Banco Central Europeu (BCE) deve começar de imediato a comprar dívida pública e Portugal e da Irlanda, defende Cavaco Silva.

O chefe de Estado português interrompeu, por momentos, as suas férias para publicar uma mensagem na rede social Facebook em que desafia o BCE a aplicar já as orientações recentemente anunciadas pelo seu presidente, o italiano Mario Draghi.

Na sua mensagem, Cavaco recorda uma conferência que proferiu há dez meses em Florença, onde defendeu uma intervenção mais ampla do BCE no mercado da dívida soberana. Nomeadamente, nos casos de falta de liquidez dos países.

Agora, o Presidente congratula-se por as suas ideias estarem reflectivas nas declarações de Draghi, mas acrescenta que é preciso começar “já” a pôr essas orientações em prática.

“Faço votos para que não se continue a atrasar a passagem à prática daquilo que há muito é óbvio, clarificando os mecanismos de apoio aos países que enfrentam maiores dificuldades nos mercados e não dando mais espaço àqueles que apostam no desmembramento da Zona Euro”, escreve Cavaco Silva, que conclui com uma pergunta: “E porque não o BCE começar a aplicar já aos títulos da dívida pública da Irlanda e de Portugal a orientação anunciada pelo seu Presidente?”