Concertação Social

“Recuo na meia hora prova que PS tinha razão”

17 jan, 2012

Secretário-nacional do PS, Miguel Laranjeiro, garante que vai estar atento à aplicação do acordo.
O PS promete ficar vigilante à aplicação do acordo da Concertação Social e em especial a algumas das medidas previstas, como por exemplo, a criação de um banco de horas.

“Um recuo na questão da meia hora a todo o sector privado prova-se que era um erro e prova-se que o Partido Socialista tinha razão”, afirma o dirigente Miguel Laranjeiro.

“Um erro, mas também uma desilusão”, continua o diriegente socialista, sublinhando que “faltam políticas de apoio à criação de emprego, nomeadamente à criação de emprego jovem e ao combate à precariedade”.

“Portugal regista cerca de 30,7 % de desemprego jovem. Um país que tem esta taxa necessita de medidas concretas para combater o desemprego dos mais jovens”, conclui Miguel Laranjeiro.