PS fala em "depoimentos indiciariamente inverdadeiros" de Durão e Portas

17 out, 2014

Socialistas querem que Ministério Público avalie eventuais contradições dos governantes no processo da compra de material militar.

A compra de submarinos e outro material militar voltou a agitar o Parlamento, com o socialista José Magalhães a insistir que há contradições entre os depoimentos que Paulo Portas e Durão Barroso apresentaram à comissão de inquérito e outros depoimentos e documentos.

Para o PS, a única solução é pedir ao Ministério Público que avalie essas contradições. “E agora? Que fazer agora aos depoimentos indiciariamente inverdadeiros do Dr. Durão Barroso e do Dr. Paulo Portas. Resposta: ‘Mandá-los para a PGR e faça-se justiça, naturalmente”.

A Assembleia da República discutiu o relatório da comissão de inquérito à compra de equipamento militar.

A oposição em conjunto não aceitou o relatório feito pela deputada Mónica Ferro, do PSD, que iliba políticos e militares de quaisquer ilegalidades nestes negócios. Há mesmo um relatório alternativo feito pela oposição que aponta contradições aos responsáveis políticos Paulo Portas, Durão Barroso e Álvaro Santos Pereira face a documentos e outros depoimentos obtidos.

Na semana passada, quando o relatório foi discutido na comissão, a oposição, em conferência de imprensa conjunta, anunciou que enviaria toda a documentação para a Procuradoria.

O deputado José Magalhães também tinha anunciado no início deste mês que iria colocar toda a documentação sobre este assunto na internet, o que até agora não aconteceu.