|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Óbitos

Passos Coelho

“É caro e ineficiente” manter todos os serviços abertos no interior

04 jul, 2014

Primeiro-ministro também deu conta da criação de campeonatos entre autarquias para receber fundos comunitários.

“É caro e ineficiente” manter todos os serviços abertos no interior

O primeiro-ministro admitiu, em visita a Castelo de Paiva, novos encerramentos repartições no interior do país. Manter todos os serviços abertos seria “caro e ineficiente”.

Pedro Passos Coelho diz que “no país mais antigo, nós não podemos conservar a todo o preço - é caro e ineficiente - mas temos de dar a possibilidade, em conjunto com os municípios, a todas as pessoas que precisam de contactar os serviços a possibilidade de terem um atendimento personalizado que responda às suas necessidades”.

Na mesma iniciativa, à margem da inauguração da Feira do Vinho Verde, em Castelo de Paiva, Passos Coelho deu ainda a conhecer uma nova forma de decidir quem recebe os fundos comunitários.

“Uma espécie de campeonato de municípios e de comunidades intermunicipais para poder absorver esses fundos. Não podemos pôr municípios de menor dimensão a competir com municípios de grande dimensão. Castelo de Paiva não pode competir com o município do Porto, evidentemente, mas por essa razão estamos a apontar para dois ou três campeonatos que sejam relativamente homogéneos para que os municípios possam competir por esses fundos”, explicou o primeiro-ministro.

Não há ainda pormenores sobre esta proposta que vai colocar municípios a disputar fundos comunitários.