Acordo em Bruxelas sobre orçamento para 2014-2020

27 jun, 2013

Portugal vai receber menos 10% de verbas comunitárias do que no actual período financeiro.

Os Governos da União Europeia e o Parlamento Europeu chegaram esta quinta-feira a acordo sobre o orçamento comunitário para o período entre 2014 e 2020, colocando assim um ponto final a meses de incerteza.

Os líderes dos 27 já tinham alcançado um entendimento em Fevereiro que, pela primeira vez na história da União, congela o crescimento do orçamento comum e que para Portugal implica uma quebra de quase 10% do dinheiro recebido de Bruxelas em relação ao actual período financeiro.

A "luz verde" do Parlamento era indispensável. Os eurodeputados começaram por rejeitar a decisão dos Governos, mas hoje acabaram por aceitar um compromisso que permite uma maior flexibilidade na utilização do dinheiro disponível.