O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.

Megatornado deixa rasto de destruição em Oklahoma e faz mais de 90 mortos

21 mai, 2013

Ventos de 320 quilómetros por hora destruíram auto-estradas, arrancaram telhados, arrasaram bairros inteiros, arrastaram carros e provocaram incêndios em várias zonas da cidade de Moore, onde vivem mais de 170 mil pessoas. Tornado fustigou a zona durante 45 minutos.
Megatornado deixa rasto de destruição em Oklahoma e faz mais de 90 mortos
Megatornado deixa rasto de destruição em Oklahoma e faz mais de 90 mortos
Pelo menos 91 pessoas, incluindo 20 crianças, morreram à passagem de um devastador tornado pela cidade de Moore, nos arredores de Oklahoma, no sul dos Estados Unidos. Ventos de 320 quilómetros por hora destruíram auto-estradas, arrancaram telhados, arrasaram bairros inteiros, arrastaram carros e provocaram incêndios em várias zonas da cidade de Moore, onde vivem mais de 170 mil pessoas. Tornado fustigou a zona durante 45 minutos.
Pelo menos 91 pessoas, incluindo 20 crianças, morreram à passagem de um devastador tornado pela cidade de Moore, nos arredores de Oklahoma, no sul dos Estados Unidos. A televisão CNN, que cita fontes médicas, aponta para duas centenas de feridos.

Amy Elliott, responsável de um centro médico, afirmou em entrevista ao canal que nas últimas horas foram recuperados mais 40 corpos, elevando assim o número de mortos. As autoridades locais admitem a existência de mais vítimas, que podem vir a ser encontradas nas próximas horas.

Ventos de 320 quilómetros por hora destruíram auto-estradas, arrancaram telhados, arrasaram bairros inteiros, arrastaram carros e provocaram incêndios em várias zonas da cidade de Moore, onde vivem mais de 170 mil pessoas. Cerca de 40 mil estão sem electricidade.

A governadora do Estado do Oklahoma, Mary Fallin, reconhece tratar-se de um dos dias "mais tristes, trágicos e duros" na região. "Os nossos pensamentos e preces estão com as famílias atingidas pela terrível tempestade", sublinhou.

O presidente Barack Obama já declarou o estado de emergência no estado, de forma a acelerar a ajuda às populações. No terreno estão autoridades de socorro e resgate, bem como voluntários.

O tornado, que fustigou a zona durante 45 minutos e tinha três quilómetros de diâmetro, foi provisoriamente classificado como EF-4, o segundo nível mais elevado, numa escala que vai de zero a cinco, embora esteja muito perto do nível mais alto - o nível EF-5 começa nos 322 km/h. 

Em 1999, diz a Reuters, um tornado causou a morte a 36 pessoas em Moore, cidade que volta agora a ser atingida.