|

Detidos dois suspeitos de violar menina de cinco anos na Índia

22 abr, 2013

Caso está a provocar nova agitação social e protesto no país. A criança está a recuperar no hospital.

Detidos dois suspeitos de violar menina de cinco anos na Índia
Foi detido um segundo suspeito de violação e tortura de uma menina indiana de cinco anos. O caso provocou novos tumultos na Índia, após a violação colectiva, em Dezembro, de uma estudante que acabou por morrer.

O homem, Pradeep Kumar, com cerca de 20 anos, foi encontrado durante a noite em casa de um familiar em Bihar, um estado a mil quilómetros da capital indiana, depois de ter sido denunciado pelo principal suspeito. Manoj Kumar, detido sábado, denunciou o amigo, acusando-o de ter estado envolvido no sequestro e na violação da menina, na semana passada.

A menina foi sequestrada a 15 de Abril num bairro de classe média de Nova Deli, tendo sido violada e torturada ao longo de quase dois dias. Foi encontrada por um vizinho, que a ouviu chorar na cave e alertou os pais, segundo a Agência Reuters.

A vítima, internada no All India Institute of Medical Sciences, na capital indiana, está estável.

O principal suspeito, de 24 anos, tinha-se casado recentemente e vivia no mesmo prédio que a vítima. A polícia foi encontrá-lo em Bihar, refugiado em casa dos sogros.

Mais um ataque que vem dar força à vaga de protestos que varre o país após o ataque contra uma estudante a 16 de Dezembro do ano passado, num autocarro. A jovem, de 23 anos, acabou por falecer no hospital. A violação colectiva gerou uma onda de protestos e alimentou um debate nacional sobre o excesso de crimes sexuais na Índia, onde se regista uma violação a cada 20 minutos.

Em Março, cinco homens confessaram a violação de uma turista suíça que viajava de bicicleta, para o famoso palácio do Taj Mahal, em Agra.