Sindicato dos maquinistas descarta falha humana na colisão de Alfarelos

23 jan, 2013

Depois de falar com os dois maquinistas, o presidente do sindicato reforça a ideia de que a intervenção dos dois profissionais foi adequada.
Sindicato dos maquinistas descarta falha humana na colisão de Alfarelos
O Sindicato dos Maquinistas considera que a colisão de comboios de segunda-feira em Alfarelos, na linha do Norte, só pode ter tido origem numa falha técnica. Depois de falar com os dois maquinistas, o presidente do sindicato reforça a ideia de que a intervenção dos dois profissionais foi adequada.

António Medeiros diz ser necessário aguardar pelas conclusões do inquérito, mas não exclui a possibilidade de uma falha no sistema de travagem. "Da intervenção dos maquinistas nunca teria acontecido este acidente, porque o sistema de segurança não permite que o acidente se dê nestas condições. Algo de estranho aconteceu e esperamos que seja explicado, porque do nosso ponto de vista tem de ser técnico."

António Medeiros aguarda os resultados do inquérito para se saber qual terá sido então a falha que levou ao acidente.

A colisão entre dois comboios teve lugar na segunda-feira à noite, por volta das 21h00, em Alfarelos, concelho de Soure, nos arredores de Coimbra.

Os dois comboios estavam na mesma linha e as causas do acidente ainda estão por apurar. Do embate resultaram 21 feridos que foram transportados para os hospitais da Universidade de Coimbra.

A Refer indica que ainda não tem previsão para o restabelecimento da circulação na linha do Norte. Entretanto, a circulação de comboios está a ser feita com recurso a transbordo rodoviário entre Coimbra e Pombal.