O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.

Segurança Social terá perdido mais de 1,5 mil milhões na bolsa

06 nov, 2012 • Susana Madureira Martins

Notícia avançada pelo "Correio da Manhã" diz que o Fundo de Estabilização Financeira da Segurança Social terá dinheiro que permite pagar oito meses e meio de reformas.
A Segurança Social terá perdido mais de 1,5 mil milhões na bolsa, segundo avança a edição desta terça-feira do "Correio da Manhã". O investimento bolsista deu um prejuízo milionário no ano passado ao Fundo de Estabilização Financeira da Segurança Social, que tem as reservas destinadas às pensões.

O jornal cita um relatório do Tribunal de Contas sobre a Segurança Social em 2011, em que se diz que a variação das mais-valias potenciais atingiu 1.531 milhões de euros negativos.

Ainda citando o mesmo relatório, o "Correio da Manhã" escreve que a perda em acções e obrigações corresponde à variação entre o preço do mercado de um activo num momento e o seu custo de aquisição.

Pelas contas do jornal diário, o Fundo da Segurança Social terá dinheiro que permite pagar oito meses e meio de reformas.

A Renascença já contactou o Ministério da Segurança Social, que reserva para mais tarde um eventual comentário.