|

2012

Salários baixam pela primeira vez em 14 anos

24 set, 2012 • Vera Pinto 

Segundo um estudo da consultora internacional Mercer, um quarto das 296 empresas analisadas congelou salários em 2012.

Salários baixam pela primeira vez em 14 anos
Os salários em Portugal baixaram em termos absolutos pela primeira vez em 14 anos. Em 2012, a redução chegou mesmo aos 5%, nalguns casos. As contas são da consultora internacional Mercer que esteve a analisar a evolução dos salários em Portugal, com base em 296 empresas e 108.837 postos de trabalho.

Há pelo menos quatro anos que os portugueses têm vindo a perder poder de compra. O preço dos produtos tem subido a um ritmo que os salários não conseguem acompanhar, mas em 2012 o rombo foi ainda maior. Verificou-se mesmo uma regressão salarial.

“Desde 2008 tem-se verificado na generalidade das funções, uma queda dos salários reais, ou seja, o aumento dos salários reais não tem acompanhado o ritmo da inflação, mas em 2012, além disso, eles regrediram em termos absolutos”, explica à Renascença Tiago Borges.

O analista da Mercer sublinha ainda que existem entre “3 e 5% de quebra dos salários reais”.

Para além do desemprego, os novos colaboradores, que vão substituir quem vai para a reforma, por exemplo, entre no mercado, “com salários abaixo do que eram em anos anteriores”, confirma Tiago Borges.

Outro dado a reter deste estudo é que 26% das empresas analisadas congelaram salários para todos os trabalhadores em 2012. Segundo o estudo da Mercer, um quarto das empresas tomou esta opção devido à crise.