Câmara de Lisboa quer duas rotundas no Marquês e cortar faixas na Av. Liberdade

21 mai, 2012

Um dos objectivos é tirar carros daquela zona da cidade.
Câmara de Lisboa quer duas rotundas no Marquês e cortar faixas na Av. Liberdade
Pic-Nic

O presidente da Câmara de Lisboa quer cortar faixas de trânsito na Avenida da Liberdade e criar mais uma rotunda no Marquês de Pombal.

"Vamos eliminar uma faixa de rodagem na faixa central, criando uma placa ajardinada. Entre a rua Alexandre Herculano e os Restauradores vão existir duas faixas de rodagem: uma para carros privados e outra será um corredor bus", disse António Costa. 
 
O autarca falava aos jornalistas numa conferência de imprensa de apresentação da proposta para alteração da circulação no eixo Avenida da Liberdade - Marquês de Pombal.
 
As faixas laterais da avenida também sofrerão alterações. "Vamos progressivamente pedonalizá-las", disse António Costa, acrescentando que o objectivo é que essas faixas deixem de ser de atravessamento da avenida e passem a ser usadas só para trânsito local e estacionamento.
 
Pelas faixas laterais não vai ser permitido passar de quarteirão em quarteirão.
 
No Marquês de Pombal serão criadas duas rotundas concêntricas, uma para os eixos principais e outra para as vias laterais.
 
"Vamos canalizar as faixas exteriores para o transporte público e para o transporte individual que pretenda ir para a Avenida Duque de Loulé e para a rua Braancamp", explicou António Costa. 
 
Os carros que pretendam ir para as avenidas Joaquim António de Aguiar, Fontes Pereira de Melo e da Liberdade devem ir pela rotunda interior. 
 
Entre as duas rotundas será criado um espaço verde e outro para peões.
 
Quanto ao estacionamento, o presidente da câmara disse que continuará a existir nas faixas laterais e recordou que existem dois parques na zona: o dos Restauradores e o do Marquês de Pombal, que "tem uma enorme capacidade e está subutilizado". 
 
A proposta da câmara prevê mais dois parques de estacionamento mas, dada a situação económica do país, a autarquia não vai avançar para já com os concursos públicos para a sua construção. 
 
Outra alteração é a abertura aos particulares da parte da Rua Braancamp até ao Marquês de Pombal, que actualmente é apenas acessível aos transportes públicos.
 
O objectivo destas mudanças é tirar carros daquela zona e, consequentemente, melhorar a qualidade do ar na Avenida da Liberdade, que chega a ter "os piores níveis de partículas suspensas" da União Europeia.