Portugal

Quase duas mil empresas fecharam só em Janeiro

01 mar, 2012

Falências estão a aumentar e o número de novas empresas está a diminuir em Portugal, segundo dados avançados à Renascença pela empresa e-informa.
Quase duas mil empresas fecharam só em Janeiro

O tecido empresarial português está a diminuir. Em Janeiro deste ano, 1789 empresas fecharam a porta de vez, um aumento de 35,5% face a Janeiro de 2011. No mesmo período, 500 empresas entraram em falência, mais 52% do que no período homólogo.

Lisboa é o distrito que regista mais dissoluções (mais de 500 empresas foram extintas no início do ano), enquanto no Porto foram 350.

O mesmo não acontece quanto às insolvências. Neste capítulo, o distrito do Porto lidera, com 149 falências em Janeiro, o dobro das registadas em Lisboa, que é seguida de perto por Braga.

Destaque ainda para as acções judiciais. Durante o mês de Janeiro, deram entrada mais de sete mil processos e mais de 148 mil empresas apresentavam à data uma situação de elevado risco.

Também a constituição de novas empresas está em queda.

Estes dados foram avançados à Renascença pela empresa e-informa, especializada em tratamento de informação sobre empresas nacionais e internacionais, com base em informação recolhida no Diário da República e em organismos como os Ministérios das Finanças e da Justiça.