O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Ouvir Emissão
Acabou de Tocar FRANK SINATRA - MY WAY Acabou de Tocar

Últimas NotíciasPaísMundoPolíticaEconomiaReligiãoCulturaSaúde e CiênciaInfo A-ZEspeciaisSínodoPodcast

Marcha dos indignados

Milhares de pessoas nas ruas de Lisboa e Porto

Quase mil cidades estão em protesto por todo o mundo reclamando uma mudança global.
15-10-2011 17:45

A manifestação que está a decorrer em Lisboa já chegou em frente à Assembleia da República depois de se ter iniciado na rotunda do Marquês de Pombal.

Os vários milhares de manifestantes vão agora ficar concentrados em frente ao Parlamento, onde por volta das 19h00 se vai realizar uma assembleia popular, para debater a realização de uma "auditoria cidadã" às contas públicas do país.

Ao longo dos quase dois quilómetros de desfile, os manifestantes gritaram palavras de ordem contra o FMI, a troika e o Governo português.

Já no Porto, a organização do protesto contra a situação económica e social diz que estão 20 mil pessoas nas ruas da Invicta. A manifestação começou na praça da Batalha mas já chegou à Avenida dos Aliados.

"Não pagamos", "Greve geral nacional" e "Reage! Democracia não é medo" são alguns dos gritos e cartazes que acompanham o desfile.

De Sydney a Nova Deli, de Lisboa a Nova Iorque, 951 cidades de 82 países estão a ser palco de manifestações e de outras acções de protesto para reclamar uma mudança global democrática e contestar o poder financeiro.

Os protestos têm decorrido sem problemas na maior parte das cidades. Só em Itália, a polícia teve que intervir.

PARTILHAR

  • PUB

Deixe aqui o seu comentário relativo a este artigo. Todos os comentários estão sujeitos a mediação.

Tem 1500 caracteres disponíveis

Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.


Entrar Renascença V+
244 milhões de euros cobrados a mais em IMI



INFORMAÇÃO      BOLA BRANCA      PROGRAMAÇÃO      MÚSICA      MULTIMÉDIA      OPINIÃO