O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
Marcha dos indignados

Milhares de pessoas nas ruas de Lisboa e Porto

15 Out, 2011

Quase mil cidades estão em protesto por todo o mundo reclamando uma mudança global.

A manifestação que está a decorrer em Lisboa já chegou em frente à Assembleia da República depois de se ter iniciado na rotunda do Marquês de Pombal.

Os vários milhares de manifestantes vão agora ficar concentrados em frente ao Parlamento, onde por volta das 19h00 se vai realizar uma assembleia popular, para debater a realização de uma "auditoria cidadã" às contas públicas do país.

Ao longo dos quase dois quilómetros de desfile, os manifestantes gritaram palavras de ordem contra o FMI, a troika e o Governo português.

Já no Porto, a organização do protesto contra a situação económica e social diz que estão 20 mil pessoas nas ruas da Invicta. A manifestação começou na praça da Batalha mas já chegou à Avenida dos Aliados.

"Não pagamos", "Greve geral nacional" e "Reage! Democracia não é medo" são alguns dos gritos e cartazes que acompanham o desfile.

De Sydney a Nova Deli, de Lisboa a Nova Iorque, 951 cidades de 82 países estão a ser palco de manifestações e de outras acções de protesto para reclamar uma mudança global democrática e contestar o poder financeiro.

Os protestos têm decorrido sem problemas na maior parte das cidades. Só em Itália, a polícia teve que intervir.