RR
|

FNE não concorda com prova de professores, mas diz que "é inevitável"

19 nov, 2014

Prova de Avaliação de Conhecimentos e Capacidades (PACC) foi marcada para 19 de Dezembro.

A Federação Nacional de Educação (FNE) considera que a prova de avaliação dos professores é “inevitável”.

João Dias da Silva, secretário-geral da FNE, lembra que a estrutura sindical discorda desta avaliação, “mas não tendo conseguido eliminá-la - nem na acção política, nem na acção jurídica - a prova é neste momento inevitável”, disse à Renascença.

O sindicalista sublinha, no entanto, que a prova não traz “a melhoria de qualidade de que o Ministério da Educação fala”.

“Desde o princípio que achamos que a prova não introduz nenhum elemento de qualidade ao sistema educativo”, acrescenta.

Já a Federação Nacional dos Professores (Fenprof) admite vir a convocar uma greve nacional no mesmo dia da prova de avaliação de docentes. Convocados estão todos os professores contratados com menos de cinco anos de tempo de serviço.

A prova comum está marcada para daqui a um mês, a 19 de Dezembro. No dia 1 de Fevereiro realiza-se a componente específica da área disciplinar. As inscrições para a Prova de Avaliação de Conhecimentos e Capacidades decorrem durante a próxima semana.