|

Dona do JN, DN e TSF despede 160 trabalhadores

11 jun, 2014

Restruturação na Controlinveste é justificada pela necessidade de "reduzir custos e garantir a sustentabilidade do negócio".

A Controlinveste vai despedir 160 trabalhadores. A decisão da restruturação do grupo de comunicação social, proprietário do "Jornal de Notícias", "Diário de Notícias", "O Jogo" e TSF, foi anunciada esta quarta-feira.

O conselho de administração decidiu iniciar de imediato um processo de redução de efectivos, num despedimento colectivo que abrange 140 trabalhadores e um conjunto de negociações de rescisão amigável com outros 20 funcionários.

De acordo com a administração da Controlinveste, a restruturação é justificada pela necessidade de “reduzir custos e garantir a sustentabilidade do negócio”. O corte na despesa está relacionado com a “evolução negativa do mercado do mercado dos média” e com a “acentuada quebra de receitas do sector”.

Para o presidente do grupo, Daniel Proença de Carvalho, "as medidas agora anunciadas, embora dolorosas, são indispensáveis para que o grupo possa crescer sustentadamente no futuro próximo".

De acordo com a agência Lusa, a administração da Controlinveste Conteúdos vai dar início a “um processo de corte de custos com efeitos imediatos”, medida que permitirá uma “poupança de cinco milhões e quinhentos mil euros”.

O grupo, detido pelos empresários António Mosquito (27,5%), Luiz Montez (15%), Joaquim Oliveira (o antigo proprietário que detém 27,5%) e pelo BCP e BES (ambos com 15%), registou défice de tesouraria nos últimos três anos.