O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|

31 de Maio pode ser o Dia dos Irmãos

31 mai, 2014 • Eunice Lourenço

Petição foi lançada pela Associação de Famílias Numerosas e pode ter alcance europeu.

Poderá ser criado um dia dedicado aos irmãos e esse dia será o 31 de Maio. A Associação Portuguesa de Famílias Numerosas (APFN) lançou uma petição para a instituição do Dia dos Irmãos, que pretende que seja debatida e analisada em Assembleia da República em 2015.

A ideia de dedicar um dia aos irmãos era há muito tempo defendida pelo antigo presidente da APFN, Fernando Castro, falecido em Março. E é o seu irmão, o deputado do CDS José Ribeiro e Castro que diz à Renascença que “nos dias que celebramos há uma grande omissão que é o Dia dos Irmãos”, pelo que “ocorreu a um grupo de pessoas que era importante preencher essa lacuna”.

Assim nasceu a petição que foi lançada na terça-feira e já tem 600 assinaturas.

Quanto ao dia escolhido, Ribeiro e Castro justifica que Maio “é um mês muito dedicado a festas que têm a ver com a família”: começa com o Dia da Mãe no primeiro domingo e tem o Dia Mundial da Família a 14. É também a véspera do Dia da Criança, ocasião para lembrar que a frase emblema desta iniciativa e que era muitas vezes dita por Fernando Castro: “Se queres ver uma criança feliz, dá-lhe um irmão. Se queres ver uma criança muito feliz, dá-lhe muitos irmãos.”

Ribeiro e Castro adianta ainda que esta ideia está a ser lançada na Europa através da Confederação Europeia de Famílias Numerosas e está convencido que a iniciativa “se vai enraizar na sociedade”.