Centenas de alunos com bolsa recusada por dívidas da família

26 mar, 2013

Dados foram confirmados pelo ministro Nuno Crato.

Já são 800 os estudantes que viram a bolsa recusada por dívidas das famílias. Destes, 100 estão no ensino privado. Os números foram dados pelo ministro da Educação e Ensino Superior, Nuno Crato, que esta terça-feira foi ouvido na respectiva comissão na Assembleia da República.

O ministro revelou que até Março foram atribuídas cerca de 56.500 bolsas, mais do que no final dos últimos dois anos lectivos.

O valor médio destas bolsas também subiu: passou dos 1.965 euros para os 2.017 euros.

Diz o ministro que as respostas aos pedidos de bolsas anda agora nos 52 dias, bem abaixo do que acontecia e sublinhou que o Ministério tem agora maior exigência na atribuição desta verba aos alunos.