O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Ouvir Emissão
Acabou de Tocar LIONEL RICHIE - STUCK ON YOU Acabou de Tocar

Últimas NotíciasPaísMundoPolíticaEconomiaReligiãoCulturaSaúde e CiênciaInfo A-ZEspeciaisPodcast

Lucro da Sonae caiu para 103 milhões em 2011

Empresa justifica a quebra de 38% com a contracção do consumo privado e dificuldades bancárias.
14-03-2012 11:23
O lucro líquido atribuível aos accionistas da Sonae caiu 38% no ano passado, face a 2010, para 103 milhões de euros. A empresa anunciou hoje que estes resultados se devem, sobretudo, à contracção do consumo privado e às dificuldades bancárias.

Em comunicado divulgado na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Sonae refere que o seu volume de negócios diminuiu 2% em 2011, passando para 5,73 mil milhões de euros.

O EBITDA (resultados antes de juros, impostos, depreciações e amortizações), ou seja, o dinheiro gerado pela empresa para pagar despesas como os impostos, encargos com a dívida e dividendos dos accionistas e ainda para criar reservas, desceu 8%, para 671 milhões de euros.
PARTILHAR

Comentários (1)
  • » joao, aveiro, 14-03-2012 13:00

    coitadinhos vou fazer um peditório publico para que estes senhores não caiam na pobreza.....
  • PUB

Deixe aqui o seu comentário relativo a este artigo. Todos os comentários estão sujeitos a mediação.

Tem 1500 caracteres disponíveis

Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.


Entrar Renascença V+
Ataque a uma rádio desencadeou II Guerra Mundial. Foi há 75 anos



INFORMAÇÃO      BOLA BRANCA      PROGRAMAÇÃO      MÚSICA      MULTIMÉDIA      OPINIÃO