Receita para Portugal: apostar nos hospitais, como se fossem hotéis

04 set, 2014 • Susana Madureira Martins 

"O que é um hospital? São camas, como um hotel", diz o ex-ministro da Economia. Prestação de serviços de saúde para estrangeiros pode ser fonte de riqueza.
Receita para Portugal: apostar nos hospitais, como se fossem hotéis

O ex-ministro da Economia Daniel Bessa considera que Portugal deve atrair europeus que procurem serviços de saúde mais baratos. "Na saúde há uma grande componente de hotelaria”, defendeu na Universidade de Verão do PSD.

"O que é um hospital? São camas, como um hotel. Tem uma cozinha, como um hotel. Muito do que se passa num hospital é equivalente ao que se passa no turismo", afirmou o director-geral da COTEC Portugal – Associação Empresarial para a Inovação.

Portugal é muito pouco atractivo para o investimento estrangeiro, conclui. Por essa razão, aconselha o país a adoptar um "plano B", focado na indústria e prestação de serviços.

Para o ex-ministro da Economia de António Guterres, a verdadeira galinha dos ovos de ouro é a prestação de serviços na área da saúde, uma vez que Portugal tem "a grande vantagem de ser o mais barato da Europa na prestação destes serviços".

Como exemplo do sucesso desta aposta, Daniel Bessa lembra que muitos "pacientes operados nos Estados Unidos optam por acabar os tratamentos na Costa Rica, onde os serviços mantêm a qualidade mas são muito mais baratos".