O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.

Fisco suspende envio de cartas para pagar “selo do carro”

18 jun, 2013

Na origem da decisão estiveram as dificuldades criadas pelo congestionamento verificado nas repartições de Finanças. Foram enviadas perto de dois milhões de notificações. O objectivo era chegar aos quatro milhões.
A autoridade tributária suspendeu o envio de cartas com notificação para o pagamento do Imposto Único de Circulação (IUC).

A decisão está relacionada com a confusão instalada nos serviços, face ao congestionamento verificado nas repartições de Finanças, “quer em termos humanos, quer em termos informáticos”, revela à Renascença o presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos, Paulo Ralha.

“É uma medida que vai no bom sentido, mas que devia ter sido equacionada antes”, acrescenta.

Paulo Ralha revela terem sido enviadas perto de dois milhões de notificações, relativas ao pagamento do ano de 2010, o que levou ao “caos completo” nas repartições de Finanças, desde o momento em que abrem as portas.

“Filas enormes de contribuintes à porta, incapacidade completa do sistema informático dar resposta em termos de processamento de vias de pagamento e em termos de contra-ordenações e os chefes a terem de tomar decisões no sentido de enviarem pessoas para casa, porque durante todo o dia de sexta e segunda-feira, por exemplo, o sistema informático não funcionou, ou seja, era impossível dar resposta às pessoas que se deslocaram aos serviços”, descreve.