|

Bruxelas debate mais tempo para défice português

29 mai, 2013 • Daniel Rosário, em Bruxelas

O objectivo é aumentar o prazo para reduzir o défice orçamental até 2015.

A Comissão Europeia formaliza esta quarta-feira a proposta de prolongar até 2015 o prazo para Portugal reduzir o défice orçamental para menos de 3% do PIB, tal como ficou acordado no decorrer da sétima missão da “troika”.

Ao mesmo tempo, Bruxelas vai propor dar mais um ano à Holanda, mais dois anos a Espanha e outros tantos a França, para atingirem o mesmo objectivo. Todas as decisões devem ser oficializadas pelos ministros das Finanças dos 27, em Junho.

As propostas são efectuadas no contexto das chamadas recomendações específicas por país, em que a Comissão apresenta uma análise detalhada das opções orçamentais e de política económica de cada Estado-membro.

Em contrapartida, a estes países são exigidos esforços importantes ao nível das reformas estruturais e da manutenção do ritmo da consolidação orçamental.

Portugal, por se encontrar sob programa de ajustamento, fica de fora deste exercício, mas deve, ainda assim, ser alvo de um exercício de análise económica, em que o executivo comunitário deverá replicar as avaliações efectuadas no âmbito das missões da “troika”.