Detidos sete guardas prisionais por suspeita de sequestro

29 jan, 2015

Caso remonta a Abril de 2014. O grupo terá agredido um empregado de balcão e vários clientes de um restaurante em Mem Martins.

A Polícia Judiciária deteve sete guardas prisionais suspeitos da prática de crimes de sequestro agravado, ofensa à integridade física e de coacção, ocorridos na comarca de Sintra.

Os arguidos, com idades que oscilam entre os 30 os 56 anos, vão ser levados a tribunal, para interrogatório judicial e eventual aplicação de medidas de coacção, segundo fonte daquela força policial revelou à agência Lusa.

Os crimes remontam a 4 de Abril de 2014 quando um grupo de sete homens agrediu um empregado de balcão e vários clientes de um restaurante em Mem Martins (Sintra).

Os agressores foram identificados na altura como guardas prisionais do Estabelecimento Prisional de Sintra, por testemunhas e vítimas, como na altura foi noticiado pelo "Diário de Notícias".