|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

Falência de têxtil leva mais 150 para o desemprego no Vale do Ave

27 ago, 2014

A Fillobranca detinha a licença exclusiva da Disney e garantia a produção e distribuição para a Europa de vestuário da "Guerra das Estrelas".

A Fillobranca, fábrica na região do Vale do Ave, abriu falência e já não deve reabrir após as férias. Em causa estão cerca de 150 postos de trabalho.

A unidade têxtil, que detinha a licença exclusiva da "Disney" e garantia a produção e distribuição para a Europa de vestuário da "Guerra das Estrelas", não aguentou a pressão do mercado e foi acumulando prejuízos, que chegaram aos nove milhões de euros.

A fábrica apresentou insolvência ao Tribunal de Famalicão, no mês passado, depois de mais de 40 anos de funcionamento.

A unidade encerrou para férias no mês Agosto e não deve voltar a abrir, mandando para o desempego 156 trabalhadores, na grande maioria mulheres.

Contactada pela Renascença, fonte do Sindicato Têxtil do Minho e Trás-os-Montes reagiu com surpresa à notícia do encerramento, mas não quis ainda pronunciar-se, aguardando pela assembleia de credores que se reúne durante a tarde.

A Filobranca foi fundada em Portugal nos anos 70, expandindo-se para a Roménia em 2005.

"Uma empresa líder na produção de vestuário, com meios flexíveis de produção, beneficiando de um forte know-how do mercado, adquirido ao longo de 40 anos de experiência, quer na área das licenças quer na área do private label", pode ler-se no site da empresa.