Absolvido aluno de artes que enforcou a bandeira portuguesa

07 jul, 2014

Caso remonta a Julho do ano passado. O finalista do curso de Artes Visuais foi acusado de ultraje contra símbolos nacionais.

O Tribunal de Faro decidiu absolver o jovem que, numa composição artística, enforcou a bandeira portuguesa. Élsio Menau, na altura finalista do Curso de Artes Visuais da Universidade do Algarve, estava acusado do crime público de ultraje contra símbolos nacionais.

O estudante produziu uma peça composta por um poste em forma de forca, onde foi pendurada por uma corda a bandeira nacional. O trabalho académico valeu-lhe 17 valores.

A informação foi confirmada pela Renascença que acompanhou, esta segunda-feira, a sessão do julgamento.

A escultura “Portugal na Forca” foi exposta em Faro em Julho de 2012. A instalação estava num terreno da cidade de Faro e foi retirada pela GNR após dois dias de exposição, tendo o seu autor sido chamado para ser identificado na Polícia Judiciária.

Em tribunal, a defesa tentou demonstrar que o trabalho em causa, que lhe valeu 17 valores, fez parte de um exercício universitário relacionado com arte e design e que nunca houve intenção de ofender os símbolos nacionais, pedindo igualmente a absolvição do artista algarvio. 

Élsio Menau mostrou-se agradado com a sentença, mas não deixou de criticar o processo que o levou a tribunal. “Fez-se justiça. Só tenho pena que nós todos continuemos a pagar julgamentos como este.”