O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.

Investigador do caso de Pistorius acusado de tentativa de homicídio

21 fev, 2013

É mais um dado à volta do atleta sul-africano Oscar Pistorius, acusado de assassinar a namorada. Detective chegou a ser acusado de prejudicar as investigações.
O detective principal do alegado homicídio levado a cabo pelo atleta sul-africano Oscar Pistorius enfrenta uma acusação de tentativa de homicídio de sete pessoas.

O caso aconteceu em 2009. Hilton Botha abriu fogo contra um pequeno autocarro, depois de o veículo não ter obedecido às suas ordens para parar. A BBC afirma que o investigador estava embriagado e chegou a ser detido, mas acusações acabaram por ser retiradas.

Esta semana, o caso foi reaberto e o detective, que testemunhou contra Oscar Pistorius, deve comparecer em tribunal em Maio.

Durante uma audiência relativa ao caso do atleta sul-africano, Hilton Botha foi acusado de contaminar a cena do crime, na casa de Oscar Pistorius.

O principal advogado de defesa acusou, por isso, a polícia de desleixo na sua investigação inicial.