O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Ouvir Emissão
Acabou de Tocar RUI VELOSO - O PROMETIDO É DEVIDO Acabou de Tocar

Últimas NotíciasPaísMundoPolíticaEconomiaReligiãoCulturaSaúde e CiênciaInfo A-ZEspeciaisSínodoPodcast

Famílias carenciadas podem ter rendas pagas pela Segurança Social

É uma das medidas previstas na proposta de lei sobre o novo regime do arrendamento, aprovada em Conselho de Ministros dia 29 de Dezembro.
03-01-2012 10:24
A Segurança Social pode vir a pagar a renda da casa a quem prove não ter capacidade financeira para o fazer. Serão abrangidas as famílias com rendimento igual ou inferior ao salário mínimo nacional e os beneficiários do Rendimento Social de Inserção.

A medida consta da proposta de lei sobre o novo regime de arrendamento, disponível no site do Parlamento.

As famílias com baixos rendimentos não evitam o despejo, mas vão ter até cinco meses de espera para encontrar uma solução. Durante esse período, a renda é assegurada pelo Fundo de Socorro do Instituto Financeiro da Segurança Social.

A proposta do Governo prevê ainda que quatro atrasos no pagamento da renda, mesmo que intercalados, dêem ao proprietário direito a despejo.
PARTILHAR

Comentários (51)
  • » jorge, sintra, 16-04-2014 17:56

    eu sempre trabalhei sempre descontei e deá um ano para ca estou sem qq tipo de ajuda a minha mulher trabalha á 8anos na mesma empresa ganha 485 euros . tenho duas rendas ematraso queremme despejar e quem é que me ajuda . pena ser portugues se n fosse ja tinha ajudas
  • » pensador, barcelos, 03-01-2012 16:38

    la vai o meu dinheiro para os vendedores de droga para os malandros que nao querem trabalhar e eu chego ao fim do mes teso mas com os descontos em dia porque nao consigo fugir grande pais este rouba a quem trabalha para dar aos malandros
  • » andre, Coimbra, 03-01-2012 16:23

    mais uma vez são os mesmos a suportar a crise, Eu esfolo-me a trabalhar, so completamente chupado com tantos impostos, e descontos, e ninguem se preocupa se no fim do mes tenho dinheiro para pagar a hipoteca ao banco... è bom ser pobre neste país...
  • » Oh senhor ministro da miséria, Porto, 03-01-2012 14:24

    Foi para isso que reduziram para 18 meses o subs.de desemprego de pessoas que têm realmente o direito de receber? É para isso que roubaram-me no subs. de natal 200,00 sendo o meu rendimento o unico no agregado e sem subsídios? Mas afinal com que bando de ladrões estamos a lidar? A que entidade podemos apresentar queixa?
  • » Maria Ritta, Lisboa, 03-01-2012 14:23

    Desejo que sejam pagas SÓ aos carenciados, e não aos que cheiram mal! É que por serem porcos levam logo o titulo de pobresinhos!
  • PUB
  • » Triste honestidade, Porto, 03-01-2012 14:16

    Que dirão ao ler esta noticia todos aqueles publicos ou privados que no final do ano foram penalizados com cortes do subs. de natal. Que dirá um casal, ele que ganha mil e poucos euros e ela desempregada sem qualquer subsídio ser cortado em 200 euros? Como é triste ser honesto e ser roubado daquilo que é seu sem poder reclamar.
  • » vitor, porto, 03-01-2012 14:07

    E trabalhar, está fora de hipótese???
  • » Frankie, Viseu, 03-01-2012 14:02

    Por onde anda agora o sr. dr. Paulinho das Portas? Caladinho que nem um pio ou foi para a Argentina ver o Dakar?
  • » Francisco de Vasconcelos, Parede, 03-01-2012 13:54

    O Governo continua alegremente a extorquir o dinheiro da Segurança Social, como se fosse o seu saco azul. E NÃO HÁ UM UNICO DEPUTADO QUE PROTESTE !!!
  • » Artur, Valença, 03-01-2012 13:53

    É com medidas como estas k estamos na situação em k nos encontramos. A vida está para quem não tem nada em seu nome e k vive das politicas sociais. É para medidas como estas k o suor dos funcionários públicos as pagam
  • PUB

Deixe aqui o seu comentário relativo a este artigo. Todos os comentários estão sujeitos a mediação.

Tem 1500 caracteres disponíveis

Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.


Entrar Renascença V+
Quem paga a travessia dos Pirinéus?



INFORMAÇÃO      BOLA BRANCA      PROGRAMAÇÃO      MÚSICA      MULTIMÉDIA      OPINIÃO