O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|

Lisboa gasta 50 mil euros na substituição de passadiço da Ribeira das Naus

25 ago, 2015 • Liliana Monteiro

Número é avançado à Renascença pelo presidente da autarquia, que promete para Setembro regulação sobre os tuk tuk.

A Câmara de Lisboa vai gastar "cerca de 50 mil euros" nas obras de reparação do passadiço da Ribeira das Naus, disse à Renascença o presidente da autarquia.

Fernando Medina confessa que aquela avenida, que liga o Cais do Sodré à Praça do Comércio, está a ser mais usada pela circulação automóvel do que o previsto, o que obrigou a nova intervenção.

“Constatámos que a solução introduzida no passadiço começou a apresenta deficiências, que não eram de segurança, mas que se traduziam num ruído mais acentuado. Tentámos uma primeira reparação mais ligeira, não resolveu o problema e tomámos a decisão de substituir a cobertura da ponte, que deixará de ser em madeira e estacas metálicas e passará a ser uma cobertura de betuminoso”, adianta o autarca.

A Avenida Ribeira das Naus vai estar fechada ao trânsito até 3 de Setembro devido à realização dos trabalhos de manutenção.

Tuk tuk. Autarca promete medidas para Setembro
Sobre a regulação que está a ser ultimada pela Câmara de Lisboa para os triciclos turísticos tuk tuk, Fernando Medina garante que vai ser anunciada já no início de Setembro.

“Os tuk tuk são hoje uma parte importante da oferta turística da cidade, são procurados por muitos e não devemos tomar medidas que, pura e simplesmente, acabem ou limitem drasticamente”, sublinha o presidente da Câmara de Lisboa.

O objectivo da autarquia é compatibilizar “o direito ao sossego, com melhor qualidade ambiental a uma circulação com mais segurança”, assegura Fernando Medina.

As alterações vão entrar imediatamente em vigor. Segundo o autarca, prendem-se com “limitações das zonas, zonas de parqueamento, horários consoante a zona, mas ponderamos que seja entre as 9h00 e as 21h00, e remetemos para 1 de Janeiro de 2017 a obrigatoriedade de todos os tuk tuk serem cassos eléctricos”. 

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, falava à margem de uma acção de campanha do líder do PS, António Costa, no bairro da Mouraria.