Metro do Porto passa a circular toda a noite aos fins-de-semana

07 jul, 2014

Projecto “Porto Move” vai estar à experiência durante quatro meses, mas pode prolongar-se.  STCP também vai reforçar com autocarros zonas não cobertas pelo metro.
Metro do Porto passa a circular toda a noite aos fins-de-semana

O metro do Porto começa na sexta-feira, dia 11 de Julho, a funcionar 24 horas diárias nos fins-de-semana, ao mesmo tempo em que a Sociedade de Transportes Colectivos do Porto (STCP) reforça à noite as zonas não cobertas pelo projecto-piloto.

A informação foi avançada esta segunda-feira em conferência de imprensa pela empresa, segundo a qual serviço nocturno nas linhas Amarela (D), entre Santo Ovídio e o Hospital de São João, e Azul (A), entre o Estádio do Dragão e a Senhora da Hora, se prolonga até 1 de Novembro, também em véspera de feriado.

Depois destes quatro meses experimentais do projecto "Move Porto", promovido pela Metro do Porto, pela STCP e pela Câmara do Porto, estas entidades esperam prolongar a iniciativa, pioneira em Portugal, e até exportá-la para outras cidades.

O presidente da Metro do Porto, João Velez Carvalho, explicou que o projecto "vai dar suporte à revitalização do centro histórico da cidade", promovendo a qualidade de vida com a redução da circulação automóvel e potenciando o desenvolvimento de actividades ligadas à cultura, ao turismo e ao lazer.

De acordo com a empresa, vai aumentar o número de vigilantes na rede e disponibilizar equipas de apoio e de informação para garantir a segurança e a comodidade dos clientes.

STCP reforça zonas sem metro
Também a STCP, que disponibiliza serviço rodoviário nocturno durante a semana, vai aumentar a oferta em locais como Matosinhos ou Gondomar, não servidos pelo metro.

Os clientes ocasionais que circularem nas linhas do serviço nocturno pagam 1,20 euros.

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, descreveu o aumento do horário de funcionamento do metro aos fins-de-semana como mais um dos seus compromissos eleitorais postos em prática. De acordo com o autarca, esta foi "a segunda meta dita impossível" de alcançar.

Com esta iniciativa, realçou, o Porto será "a primeira cidade portuguesa e uma das poucas no mundo que possui serviço de metro 24 horas por dia ao fim-de-semana".

Para Rui Moreira, o serviço "Move Porto" poderá ser alargado ao resto do ano, consoante o resultado da operação nos próximos meses.