|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

Há mais 150 vagas nas universidades e politécnicos portugueses

19 jul, 2017 - 00:00 • Fátima Casanova , Rui Barros

Engenharia e Técnicas Afins, Ciências Empresariais e Saúde são as áreas com mais vagas este ano. Candidaturas começam esta quarta-feira e os resultados são divulgados a 11 de Setembro.

A+ / A-

Há quase 51 mil vagas no ensino superior público, mais 150 do que no ano passado. Os dados, divulgados pela Direcção-Geral do Ensino Superior (DGES) a propósito da abertura do período de candidatura à primeira fase de candidaturas, que começa esta quarta-feira, mostram que há 50.838 vagas para serem preenchidas. Mais de metade (56%) estão nas universidades, com o ensino politécnico a ter reservadas 22.414 vagas.

Engenharia e Técnicas Afins - que não inclui Engenharia Civil - continua a ser a área com maior número de vagas (9.063 lugares), seguindo-se de Ciências Empresariais (7.598) e Saúde (6.737). Ainda assim, e olhando para a variação de número de vagas em relação ao ano passado, Informática é a área que mais cresceu em número de vagas - mais 164 - seguida dos cursos de Humanidades (mais 51 vagas). Do lado oposto, estão os cursos de Artes, que perderam 112 vagas.

Direito na Universidade de Lisboa é o curso com mais vagas abertas (560) seguido do mesmo curso na Universidade de Coimbra (334) e Enfermagem, em Lisboa (320 vagas).

A Universidade de Lisboa é a instituição pública com mais vagas (7.661), com o número de lugares idêntico ao de 2013. Segue-se a Universidade do Porto, que também conseguiu mais vagas este ano (4.185) e a Universidade de Coimbra (3.189).

Num processo de candidatura onde as médias de conclusão do ensino secundário são factor decisivo na colocação dos candidatos, os cursos com as médias mais altas deixaram, no ano passado, de ser exclusivo de Medicina. Dos oito cursos com média de entrada acima de 18 valores no ano lectivo 2016/2017, cinco eram da área das engenharias. A média mais alta foi para o curso de Engenharia Aeroespacial, da Universidade de Lisboa, com o último colocado tinha uma média de 185,3 valores.

Do outro lado da tabela, estão mais de 30 cursos em que foi possível entrar com uma média abaixo dos 10 valores. Mais de metade desses cursos são em institutos politécnicos.

Os estudantes que queiram apresentar a sua candidatura à primeira fase de candidaturas devem recorrer ao site da Direcção-Geral do Ensino Superior, podendo utilizar o Cartão de Cidadão como forma de autenticação.

O período de candidaturas decorre de 19 de Julho a 8 de Agosto. Os resultados são divulgados a 11 de Setembro.

Vagas sobem na saúde e informática

As universidades e os politécnicos responderam positivamente às indicações dadas pelo Governo. Foram criadas quase 300 novas vagas em cursos de informática e física.

No despacho orientador para a fixação de vagas no ensino superior, o executivo fazia duas recomendações às instituições. Por um lado, defendia que fossem abertos, preferencialmente, lugares em cursos nas áreas das tecnologias de informação, comunicação e electrónica, tendo em contado os objectivos para a literacia digital fixados até 2030.

A outra área considerada prioritária é a da Física dada a “elevada carência específica de profissionais” no sector da Saúde. Em causa está a formação em Física médica e de peritos qualificados em protecção radiológica. São carências - diz o Governo - que estão a provocar limitações ao funcionamento do Serviço Nacional de Saúde.

As universidades e politécnicos responderam a estas indicações da tutela. Em nove cursos de Física ou Engenharia Física há mais 72 lugares do que no ano passado. O crescimento na área da Informática é ainda maior. Em 11 cursos de Engenharia Informática há mais 86 vagas.


Os quatro cursos com médias de entrada mais elevadas - nota do último candidato que entrou em 2016/2017:

  • Engenharia Aerospacial | Instituto Superior Técnico da U. Lisboa – 185,3 valores
  • Engenharia Física e Tecnológica | Instituto Superior Técnico da U. Lisboa – 185,3 valores
  • Engenharia e gestão Industrial | Universidade do Porto – 184,8 valores
  • Medicina | Universidade do Porto – 18,4 valores

Os quatro cursos com maior número de vagas para 2017/2018:

  • Direito | Faculdade de Direito da U. Lisboa - 560 vagas
  • Direito | Faculdade de Direito da U. Coimbra - 334 vagas
  • Enfermagem | Escola Superior de Enfermagem de Coimbra - 320 vagas
  • Enfermagem | Escola Superior de Enfermagem de Lisboa - 300 vagas
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Vasco
    19 jul, 2017 22:57
    Vagas, para estudar ou para a prática de praxes?.