A+ / A-

Mais de 47 mil jovens desempregados em Setembro

23 out, 2017 - 11:51

Número de desempregados inscritos nos centros de emprego baixa 16,3%.
A+ / A-

Os dados do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), divulgados esta segunda-feira, mostra que em Setembro o desemprego afectava 47.354 jovens.

Este valor representa uma redução homóloga de 20,5% (menos 12.196 jovens), embora tenha aumentado em termos mensais (com uma subida de 3,1%, o correspondente a mais 1.411 jovens).

Já o número de desempregados inscritos nos centros baixou 16,3% em Setembro, face a igual mês de 2016, para 410.819 pessoas, e 1,8% face ao mês anterior.

De acordo com os dados disponíveis na página do IEFP, e mantendo a tendência dos meses anteriores, é preciso recuar até Novembro de 2008, para encontrar um número mais baixo do que o observado no mês em análise.

Para a diminuição do desemprego, face ao mês homólogo de 2016, contribuíram todos os grupos de desempregados, com destaque para as reduções observadas nos homens (19%), nos adultos com idades iguais ou superiores a 25 anos (15,8%), nos inscritos há menos de um ano (18,1%), nos que procuravam novo emprego (16,3%) e nos que possuem como habilitação escolar o primeiro ciclo do ensino básico (18,6%).

Já o número de desempregados de longa duração foi de 205.325 no mês de Setembro, diminuindo 14,5% em relação ao mês homólogo (menos 34.765 pessoas) e 2% em termos mensais (menos 4.272 pessoas).

A nível regional, comparando com o mês de Setembro de 2016, o desemprego diminuiu em todas as regiões do país, destacando-se o Algarve com a descida percentual mais acentuada (26,5%).


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.