O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-
Gala Quinas de Ouro

"Não acreditavam em nós". Campeã europeia eleita "Equipa do Ano"

20 mar, 2017 - 20:53

Selecção Nacional vence distinção na categoria de futebol masculino. Conquista do Europeu de França já deixava adivinhar o prémio. Cristiano Ronaldo volta a deixar "recado" aos descrentes.
A+ / A-
"Não acreditavam em nós". Campeã europeia eleita "Equipa do Ano"

A Selecção Nacional "AA" de Portugal foi eleita "Equipa masculina do ano", esta segunda-feira, durante a Gala Quinas de Ouro, organizada pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF), no Estoril.

A equipa das quinas, que se sagrou campeã europeia da categoria pela primeira vez na sua história, bateu a concorrência da Selecção de futebol de praia, campeã do mundo e ainda a Selecção de Sub-17, que se sagrou campeã europeia, igualmente em 2016.

Cristiano Ronaldo, Pepe e Bruno Alves subiram ao palanque para receber a distinção. O capitão da Selecção não se coibiu de voltar a visar todos os que não acreditaram no feito que acabou por ser alcançado.

"Não acreditaram em nós", disparou o avançado do Real Madrid, não poupando sequer os convidados presentes na gala.

"Há pessoas aqui que não acreditavam em nós", prosseguiu, deixando uma confissão muito pessoal. "Este prémio é prova de que nem sempre ganham os melhores", argumentou.

"Foi um ano de sonho, foi um ano espetacular", voltou a recordar o CR7, ainda assim.

"Prémio Prestígio" igualmente para os campeões da Europa

Mais tarde, na mesma gala, os elementos que compuseram o plantel da Selecção Nacional campeã europeia foram também distinguidos com o prémio "Prestígio".

17 jogadores subiram ao palco para receber, cada um, um galardão, entregue em mãos pelo presidente da Federação, Fernando Gomes.

[notícia actualizada às 21h25]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Leão de Amsterdam
    22 mar, 2017 Amsterdam 12:39
    Caro Cristiano eu fiquei felicissimo com a vitória do europeu mas tenho de reconhecer que nunca acreditei,fomos a equipa que pior futebol apresentou.Razão!? fomos a equipa que jogamos para não perder na maioria dos jogos passamos com tres empates valeu-nos RUI PATRICIO no primeiro no segundo e no terceiro,valeu-nos outra vêz RUI PATRICIO contra Croacia e Polonia.Valeu-nos o Rui Patricio na final com a França que evitou só na primeira parte (4)quatro golos cantados e perto fim salvou mais uma vêz milagrosamente a nossa seleção que nem chegavamos ao prolongamento.Rui Patricio devia ter sido o melhor jogador nacional(claro que o Rui faz parte da seleção pode dizer a maioria) em 2016 foi ele o expoênte máximo da nossa seleção era a ele que devia ser entregue o prémio o melhor jogador.Caro CR7 tives-tes lá vibras-tes fora das 4 linhas ajudas-tes o treinador mas jogas-tes muito pouco não merecias o prémio de melhor jogador mas sim Rui Patricio que vai receber um monumento na sua terra natal Haja alguem que o tenha reconhecido