A+ / A-
Ciclismo

Volta a Portugal. De Mateos vence novamente na chegada a Braga

10 ago, 2018 - 17:09

O ciclista espanhol da Aviludo-Louleatano venceu, ao sprint, a oitava etapa da Volta a Portugal, com o mesmo tempo do camisola amarela, Raul Alarcón, que mantém a distância na classificação geral.
A+ / A-
Volta a Portugal. De Mateos vence novamente na chegada a Braga
Volta a Portugal. De Mateos vence novamente na chegada a Braga

O ciclista Vicente De Mateos, da Aviludo-Louletano, venceu a oitava etapa da Volta a Portugal, num percurso que terminou na cidade de Braga.

O espanhol foi mais rápido, ao "sprint", que o segundo classificado João Benta, da Rádio Popular-Boavista e que Joni Brandão, outro dos favoritos à vitória final, que fechou o pódio

Raúl Alarcón (W52-FC Porto) mantém a liderança da classificação geral, ao terminar a etapa em sexto lugar, com o mesmo tempo do vencedor. O camisola amarela continua com 52 segundos de vantagem para Joni Brandão.

O filme da etapa

Os ciclistas voltaram à estrada para a oitava etapa, num percurso de 147,6 quilómetros, que teve início em Barcelos, passou novamente por Viana do Castelo, e terminou na cidade de Braga.

Nove ciclistas iniciaram a fuga ao quilómetro 13 da prova e aguentaram-se novamente durante quase todo o percurso da etapa. A subida ao Sameiro fez vítimas, que emagreceu o grupo de fugitivos.

O pelotão, que foi liderado na grande maioria do percurso pela Mstina e Sporting-Tavira, alcançou o grupo fugitivo à passagem do quilómetro 138.

As estrelas da Volta voltaram a destacar-se, em mais uma etapa brilhante da W52-FC Porto, que defendeu, com sucesso, a amarela de Raúl Alarcón.

De Mateos soma o "bis", depois de já ter conquistado a segunda etapa da Volta a Portugal, em Portalegre.

A nona etapa da Volta a Portugal decorre este sábado, num percurso duríssimo de 155,2 quilómetros entre Felgueiras e Mondim de Basto, que termina no histórico alto da Senhora da Graça.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.