|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Óbitos

A+ / A-

Lembra-se de algum professor que mereça um prémio de 30 mil euros?

06 fev, 2018 - 15:59

O Global Teacher Prize não se destina ao melhor ensinador, mas a quem consegue ajudar a escola a cumprir melhor a sua função.

A+ / A-

Chegou a Portugal o Global Teacher Prize, já existente em vários países do mundo, considerado o “Nobel” da Educação, em que se reconhece o impacto dos melhores professores nos estudantes e nas comunidades onde estão inseridos.

O objetivo do prémio é reconhecer um professor excecional, que tenha contribuído significativamente para a profissão, e acelerar o processo de valorização da profissão de professor em todo o mundo.

Laborinho Lúcio, presidente honorário do júri, explicou esta terça-feira, na apresentação deste prémio, o que espera encontrar entre os professores que concorram a este prémio.

“Não é necessariamente o melhor ensinador, mas é aquele que é capaz de pegar nos grandes desafios da sua profissão, ser profundamente transformador e levar a escola, por seu intermédio, a cumprir aquilo que alguém disse um dia ser hoje o direito fundamental da cidadania moderna, o direito que cabe a cada um de desenvolver o máximo das suas capacidades, por forma a poder participar ativamente na vida pública, política, económica, social e cultural", disse.

“Na minha perspetiva”, acrescentou, “como presidente honorário do júri, gostaria no último dia da decisão, ter encontrado aquele professor que melhor desenvolveu o direito dos seus alunos a desenvolverem as suas capacidades por forma a participarem activamente na vida pública, política, económica e social.”

Na informação sobre o prémio distribuída à comunicação social pode ler-se que o prémio tem três objectivos principais: "sublinhar a importância do papel dos professores no desenvolvimento da educação e do país; partilhar boas práticas de evolução e mudança, mais adaptadas às novas necessidades e promover um debate construtivo sobre o futuro da educação e os novos desafios."

Qualquer professor português, de qualquer nível de ensino, pode candidatar-se ao prémio, apresentando projetos educativos. As candidaturas estão abertas até 18 de março, no site do prémio.

O melhor projeto recebe um prémio no valor de 30 mil euros.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Duarte
    06 fev, 2018 Nunes 18:08
    Por acaso até conheço alguns que deveriam pagar para ir dar aulas!